segunda-feira, 25 de maio de 2009

Sonhos Tropicais



Já faz mais ou menos uns três anos que assisti “Sonhos Tropicais” na TV Cultura e desde então tento conseguir ter a oportunidade de rever este filme mas meus esforços tem sido em vão.
Acredito que por ser um filme mais voltado para história do país exista pouco interesse por parte do público em vê-lo e pelas emissoras em reprisa-lo.
O filme é uma produção de 2002, dirigida por André Sturm com uma duração de 126 minutos.
A história se passa no Brasil do início do século XX e retrata a chegada dos principais protagonistas, ambos vindos da Europa no mesmo navio, cheios de sonhos sobre o que os espera nos trópicos.
Esther (Carolina Kasting) é uma imigrante polonesa, quem vem para o Brasil com a promessa de constituir família, mas ao chegar aqui vai descobrindo que a proposta de casamento era apenas uma farsa, preparada no intuito de trazer ao país jovens polonesas, as "polacas", para trabalharem como prostitutas nos bordéis da cidade.
Veremos desembarcar também no mesmo navio o sanitarista Oswaldo Cruz(Bruno Giordano )
A Revolta da Vacina nada mais foi que o descontentamento popular decorrente da falta de informação sobre o processo de saneamento básico desenvolvido pelo governante da época, Rodrigues Alves (Cecil Thiré) e também pela vacinação em massa realizada por Oswaldo Cruz, associada aos seus métodos nada convencionais e até mesmo violentos para extinção da rubéola.
O movimento popular será instigada pelos militares, fora do poder político na época e opositores de Rodrigues Alves .
General Travassos ( Rubens de Falco) surge como um dos estopins para que o conflito se concretize, sendo membro manipulador das massas contrarias aos métodos empregados pelo país.
Em meio a todo esse contexto abordado, teremos o desenrolar de um Brasil que inicia seu processo Republicano e que conta com um governo extremamente elitista voltado para uma política pouco preocupada com a situação das massas urbanas.
Veremos também o universo dos protagonistas se cruzando em meio aos conflitos de uma história que poucos brasileiros conhecem “ A Revolta da Vacina” no Rio de Janeiro.




7 comentários:

blog do Tcinho disse...

ja esta lá no blog junia.
qual o proximo pedido?

Pedrita disse...

eu adorei esse filme tb. eu vi no canal brasil. de vez em qd passa por lá. esse filme é ainda da época que o filme era realizado, inscrito em festivais, mas o marketing ficava em segundo plano, se é q tinha um plano. lembro que saiu com poucas cópias. sem verba pro lançamento, então hj ele é raridade mesmo. hj melhorou um pouco, saem com mais cópias, em algumas salas. mas ainda alguns ficam quase secretos como o belíssimo canta maria e lost zweig do back. beijos, pedrita

Pedrita disse...

tá ficando craque na edição. legal. beijos, pedrita

Dayse disse...

Júnia,
gostei muito da dica que vc deu hoje na sala de aula sobre esse filme
vou ver se arrumo pra locar
bjo
Dayse

Fabio Rodrigues Lemes disse...

Júlia,
Parabéns pelo magnífico blog! Há muito tempo que não encontro um tão maravilhoso quanto o seu!
Já virei seguidor e fã nº0! rsrs
Um abraço!

sidney do carmo disse...

Olá Júnia, parabéns pelo Blog! Temos algo em comum. Sou Historiador, finalizei um projeto de História Social nas 04 ex colônias de Hanseníase de Minas Gerais. Participei do CEC: Centro de Estudos Cinematográficos de Minas Gerais. Tenho um artigo que fiz sobre a primeira tradução de Charles Baudelaire em Belo Horizonte feita por Ezequiel Dias, discípluo de Oswaldo Cruz. Podemos ter uma interlocução? Meu e-mail é
sidneycarmo@yahoo.com.br
Um Abração.

memoria-tv-cinema disse...

BLOG EXCELENTE, FIGURA EM MEUS FAVORITOS!
TENHO ESTE - E MUITOS OUTROS RAROS EM DVD. QUEM QUISER UM ALISTINHA ME ENVIE UM E-MAIL MAGOBARDO@GMAIL.COM
parte do acervo
http://memoriatvcinema.net46.net